fbpx

Iniciação científica na faculdade: como funciona e por que fazer?

Mulher jovem sorrindo com livros na mão, estudando para a iniciação científica.

A iniciação científica é uma oportunidade para os estudantes de graduação colocarem em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula, trabalhando em projetos de pesquisa sob orientação de professores.

Assim, a atividade pode ser feita como parte de uma disciplina ou extracurricular, sendo geralmente um requisito para a obtenção de bolsas de estudo e acesso aos programas de pós-graduação.

Além disso, a modalidade de estudo é uma excelente oportunidade para os alunos se prepararem para ingressar em carreiras de pesquisa ou ciência.

Continue a leitura e entenda como fazer iniciação científica na faculdade e suas vantagens. Acompanhe!

Iniciação científica na faculdade: conheça 5 vantagens

Ainda não tem certeza se a atividade é a melhor opção para você? Então, confira abaixo algumas das vantagens que a modalidade de pesquisa oferece.

1. Surgimento de novas oportunidades na graduação

Fazer iniciação científica pode abrir novas portas na graduação, como a possibilidade de participar de programas de pós-graduação, além de bolsas de estudos para continuar se especializando no assunto escolhido.

É uma excelente oportunidade para os estudantes conhecerem e se aprimorarem em carreiras de pesquisa ou ciência, uma vez que as habilidades e conhecimentos adquiridos são valiosos para o futuro acadêmico.

2. Preparação para o mercado

Outra vantagem é que a iniciação científica prepara os alunos para o mercado de trabalho, auxiliando em:

  • pensamento crítico;
  • trabalho em equipe;
  • gestão de projetos;
  • apresentação de resultados.

Algumas habilidades são fundamentais para diversas carreiras, tornando vantajoso se inscrever na modalidade, pois se destaca no mercado de trabalho ao construir uma base de conhecimentos e contatos.

3. Networking

O networking é fundamental para o sucesso profissional, e a iniciação científica oferece aos estudantes a oportunidade de ter relacionamentos valiosos com profissionais da área de interesse. Além disso, os contatos podem ser úteis para futuras oportunidades de carreira.

4. Aumento da capacidade de pensamento crítico

A capacidade de pensamento crítico é uma habilidade essencial, pois ajuda a tomar decisões e a identificar problemas, solucionando-os de maneira eficaz.

Dessa forma, envolver-se em um projeto de pesquisa exige que o estudante questione hipóteses, analisando dados e desenvolvendo suas próprias conclusões. Isso promove o pensamento crítico e a criatividade.

5. Possibilidade de publicação de trabalhos científicos e participação em congressos

Publicar trabalhos científicos ajuda a se destacar e ganhar reconhecimento no mundo acadêmico, além de ser um passo fundamental para a carreira de pesquisador.

A iniciação científica abre portas para que isso aconteça, além de possibilitar a participação em congressos e simpósios, permitindo que o estudante compartilhe seus resultados com colegas de curso e profissionais. Isso garante a oportunidade de ouvir e aprender com outros pesquisadores.

Como entrar em uma iniciação científica

A maioria das faculdades oferece programas de iniciação científica, geralmente com processos seletivos para participar. Para se candidatar, é preciso estar matriculado em uma graduação e ter interesse em pesquisa.

É importante verificar as regras de cada curso, pois algumas instituições têm restrições quanto às disciplinas que os estudantes podem se candidatar.

De modo geral, é preciso:

  • preencher um formulário de inscrição;
  • apresentar um currículo;
  • enviar uma carta de motivação;
  • ter uma entrevista com os orientadores dos projetos.

Depois de selecionado, o estudante começa a trabalhar em uma equipe de pesquisa, sob orientação de um professor ou pesquisador, na maioria das vezes com bolsas de estudo oferecidas.

Portanto, fazer iniciação científica na faculdade faz toda a diferença no plano de carreira. Na FABAD, além de contar com a experiência de uma instituição de alto nível, você tem a possibilidade de realizar sua iniciação em diferentes modalidades, como:

  • pesquisa bibliográfica;
  • estudo de casos;
  • trabalhos individuais ou coletivos.

Se gostou do conteúdo sobre iniciação científica, descubra outras formas de se conectar com o seu futuro acadêmico. Acesse nosso site e saiba mais!

Compartilhe com seus amigos
Pular para o conteúdo