fbpx

Concurso público e faculdade: entenda por que vale a pena ter uma graduação

Jovem fazendo anotações sobre concurso público e faculdade em fila para o vestibular.

As pessoas querem ter sucesso na carreira, conseguindo um emprego estável, com validação social e remuneração elevada. Dessa forma, é comum ficar com dúvidas sobre concurso público e faculdade.

Afinal, ambos os caminhos podem levar à realização do objetivo, além de terem uma série de benefícios que agregam valor à vida profissional.

Entenda se é possível realizar ambas as modalidades ao longo da sua trajetória pessoal e se vale a pena a estratégia de carreira. Continue a leitura!

Quais são as vantagens de fazer faculdade?

Para responder o questionamento sobre fazer concurso público e faculdade, é necessário compreender, primeiramente, os benefícios desta última.

Para muitas carreiras na área da saúde, construção civil, ciências, docência e afins, a formação acadêmica é obrigatória. Ou seja, sem diploma não há como tirar o registro na entidade fiscalizadora da profissão desejada, sendo indispensável para o correto exercício da profissão.

Além disso, a graduação é uma oportunidade para:

  • fazer networking com futuros colegas da categoria;
  • desenvolver trabalhos científicos;
  • participar de projetos de extensão;
  • evoluir habilidades profissionais;
  • aprimorar as soft skills.

Vale mencionar ainda que o ensino superior não acaba na graduação, sendo possível investir em especialização, mestrado, doutorado ou MBA. Uma pós-graduação torna o seu currículo mais relevante.

Quais são as vantagens de prestar concurso público?

Uma das principais vantagens do concurso público recai sobre a estabilidade da vaga. Afinal, em um emprego comum no mercado privado, o colaborador pode ser dispensado a qualquer momento pela empresa, por razões como:

  • redução da equipe;
  • necessidade de contenção de gastos;
  • fechamento da empresa;
  • não cumprimento de metas.

Já no setor público, o processo não funciona assim. O desligamento existe, mas para isso é preciso algum comportamento grave por parte do servidor, como abandono das funções ou faltas contínuas sem justificativa.

Portanto, quando se tem uma postura profissional e cumpre com suas responsabilidades, não há dúvida: você terá um emprego para a vida toda.

Para completar, muitos concursos trazem salários superiores a R$ 3 mil para cargas horárias consideravelmente reduzidas. Por exemplo, 30 horas semanais em vez de 44 horas semanais, como é comum no setor privado.

Outro ponto frequente são extras que compõem a renda, uma vez que cargos públicos podem ter:

  • bonificações;
  • comissões;
  • licenças;
  • auxílios.

Quais são as vantagens de fazer faculdade para um funcionário público?

Os concursos públicos são divididos em duas categorias: nível médio e nível superior. No primeiro grupo, qualquer cidadão que finalizou a educação básica está apto para participar.

Muitas seleções desse tipo têm boas remunerações, benefícios variados e estabilidade de emprego. Porém, não se comparam ao segundo grupo.

A categoria de nível superior, como o nome já entrega, é voltada exclusivamente para profissionais com qualificação acadêmica: quem fez uma graduação ou até mesmo uma pós-graduação. Como resultado, trazem melhores atrativos em relação à:

  • questões salariais;
  • carga de trabalho;
  • funções;
  • plano de carreira.

Ao fazer uma faculdade e, ao concluí-la, prestar um ou mais concursos, você tem a oportunidade de trabalhar na área desejada. Isso faz muita diferença, uma vez que os concursos de nível médio são para o desempenho pré-estabelecido de atividades:

  • administrativas;
  • bancárias;
  • atendimento técnico à população.

Ou seja, você não desempenha funções estratégicas e não tem escopo de atuação com múltiplas atividades. Você também não trabalha em segmentos de categorias profissionais e não pode construir uma carreira dentro dessas áreas.

Afinal de contas, para tudo isso, é necessário ter uma formação acadêmica. Um diploma (de bacharelado, tecnólogo ou licenciado) que o habilite a exercer, por exemplo:

É possível conciliar faculdade e concurso público ao mesmo tempo?

Após entender os conceitos de cada modalidade e seus benefícios, é necessário responder a seguinte pergunta: dá para conciliar ambas as coisas ao mesmo tempo? A resposta é sim.

Ter seus objetivos bem definidos é fundamental para ajudar na sua organização do plano de carreira. Dessa forma, se pergunte:

  • sobre suas metas profissionais;
  • quais atividades quer exercer;
  • quais cargos quer ocupar com o passar dos anos;
  • que tipo de jornada laboral deseja ter.

Concurso público e faculdade se complementam e contribuem para um currículo competitivo para o mercado.

Dessa forma, você pode fazer sua graduação normalmente e, no último ano do curso, montar um cronograma de estudos para participar da seleção de nível superior que deseja tentar.

Lembrando que há editais federais, estaduais e municipais que acontecem anualmente. Ou seja, as possibilidades são muitas.

Como mencionado, tanto a graduação quanto o concurso têm vantagens diferentes e complementares, proporcionando realização pessoal e profissional. Combinar as duas escolhas aumenta suas chances de obter uma boa colocação no mercado de trabalho.

Portanto, agora que entendeu os benefícios do concurso público e faculdade, que tal conhecer mais sobre o curso de Tecnólogo em Processos Gerenciais da FABAD? A área está em alta e pode ser o que você procura!

Compartilhe com seus amigos
Pular para o conteúdo